Tudo o que vem à rede é peixe

07
Out 08

Os 27 Estados-membros da União Europeia acordaram hoje um plano para protecção e estabilidade dos seus sistemas financeiros.

15:07 | Segunda-feira, 6 de Out de 2008

 
Sócrates subscreve plano europeu para a estabilidade   O primeiro-ministro português subscreveu o documento com os restantes líderes europeus
Miguel A. Lopes/Lusa
 

O primeiro-ministro, José Sócrates, subscreveu hoje, em conjunto com os restantes Estados-membros da União Europeia (UE), um documento que pretende dar formalmente garantias de estabilidade no sistema financeiro europeu e de protecção em relação aos depositantes.

A posição dos 27 Estados-membros, de acordo com o comunicado, foi tomada em coordenação com a presidência francesa da UE.

"Os líderes da União Europeia afirmam que cada país tomará as medidas necessárias com vista a assegurar a estabilidade do sistema financeiro - seja através da cedência de liquidez por parte dos Bancos Centrais, de medidas pontuais para lidar com situações específicas de alguma instituição financeira, ou do reforço dos mecanismos de protecção dos depositantes", refere o comunicado.

No mesmo comunicado, os Estados-membros garantem que "continuarão a tomar as medidas necessárias de protecção do sistema para que os depositantes nas instituições financeiras monetárias não sofram quaisquer perdas".

Na semana passada, em diversas intervenções públicas, tanto José Sócrates como o ministro de Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, defenderam que o sistema financeiro português "têm dado provas de resistência" face à actual conjuntura de turbulência nos mercados internacionais.

No mesmo contexto, José Sócrates deixou também uma mensagem de tranquilidade em relação aos cidadãos com depósitos em instituições financeiras nacionais, dizendo estarem asseguradas as poupanças dos portugueses.

 

 

 Por outro lado, na semana passada, em Conselho de Ministros, o Governo aprovou um pacote de medidas, nas quais, basicamente, reforçam-se os poderes das entidades de supervisão e aumentam-se as coimas e penas em casos de ilegalidades no sistema financeiro.

Lusa

 

 Debate quinzenal/Crise Financeira 2008-10-08 15:40

 

O primeiro-ministro José Sócrates anunciou hoje a tomada de medidas económicas para combater os efeitos da crise financeira, que incluem a criação de um novo escalão de IRC para os primeiros 12 500 euros de matéria colectável, o aumento para mil milhões de euros da linha de crédito PME/Investe e a extensão da décima terceira prestação a todos os agregados que beneficiam de abono de família.

Pedro Duarte

Ao falar esta tarde durante o debate quinzenal que tem lugar na Assembleia da República, Sócrates admitiu que a crise financeira se alargou a todo o mundo "e assume proporções de extrema gravidade, que se fazem sentir na economia real."

Considerando que o impacto da crise reflecte-se inevitavelmente na economia portuguesa, Sócrates anunciou duas medidas de apoio às empresas, em particular as Pequenas e Médias Empresas (PME).

Assim, no chefe do Executivo revelou que, no orçamento para 2009, o governo vai propor uma "baixa substancial de IRC, para metade, de 25 para 12,5% nos primeiros 12 500 euros de matéria colectável".

Passará, portanto, a haver dois escalões no IRC, de 12,5% até 12 500 euros e de 25% para os valores colectados, sendo que 70% das empresas portuguesas verão reduzido para metade o seu esforço com este imposto, que irá beneficiar principalmente o tecido das PME, num total de 100 000 empresas.

Em adição, Sócrates disse que o governo aumentou para mil milhões de euros a linha de crédito PME/Investe. Nesta linha de crédito, que se acrescenta à linha de crédito de 750 milhões de euros já usada, os empréstimos terão um juro inferior à Euribor, um período de carência e o seu financiamento beneficiará de uma garantia pública de 50% do seu valor.

"Com estas duas medidas, as PME vêm assim reconhecido uma vez mais o seu papel na nossa economia. O Estado cumpre o seu papel de incentivo à actividade económica, numa altura em que a actualidade económica o exige", disse o primeiro-ministro.

Reiterando a "atenção especial com as famílias" do Governo, Sócrates anunciou um novo esforço orçamental de apoio às famílias."

Assim, recordando que as famílias do primeiro escalão beneficiam no mês de Setembro de uma 13ª prestação de apoio, Sócrates anunciou que essa prestação "vai ser alargada, passando a abranger todas as famílias beneficiárias do abono de família", uma medida que beneficiará 780 000 portugueses.
 

 

 

Afinal, até que ponto devemos temer a crise financeira? E que medidas devemos tomar para que os nossos investimentos estejam seguros? O SAPO foi saber quais os maiores receios dos portugueses e dá agora as respostas às dúvidas

 

 

Veja as declarações do Presidente da República, saiba as garantias de segurança dadas pelo banco e veja um vídeo sobre a mini-cimeira de países europeus realizada no fim-de-semana.

 

Notícias relacionadas:

Saiba do que precisa para reagir à crise financeira

Governo espanhol avança com medidas de emergência

UE discute hoje aumento das garantias de depósito de 20 mil para 100 mil euros

Francisco Sena Santos: Vem aí a recessão global?

 

Actividade para produção oral ou escrita

 

Ontem, a bolsa de Lisboa fechou a perder quase 10%, a maior queda dos últimos quinze anos, antecipando uma anunciada recessão. Por toda a Europa, as economias sofrem com as notícias vindas dos Estados Unidos e com o pânico nas bolsas e tomam medidas para tentar diminuir o impacte da crise.

Hoje, os países da União Europeia discutem mesmo a possibilidade de aumentar de 20 mil para 100 mil euros por pessoa o mínimo de garantia dos depósitos em caso de falência dos bancos.

 

 

 

 

Numa altura em que é possível antecipar até onde vai chegar a crise, está a tomar medidas para manter seguros os seus investimentos?

 

Acha que a tendência é para que a crise piore ou melhore?

 

Acredita que vamos estar perante uma situação inigualável onde, inclusivamente, vamos assistir a falências de bancos?

 

 

Sócrates anuncia medidas de apoio às empresas e famílias

publicado por RiViPi às 19:30
sinto-me: Intermédio

23
Set 08

Vídeo

Descrição: O que é, afinal, o computador Magalhães?

 

Artigos relacionados:

Magalhães envolto em polémica Mais Acções

 

 

publicado por RiViPi às 11:12

31
Mar 08
do Lat. virtus

adj. 2 gén.,
que existe como faculdade, mas sem exercício ou efeito actual;
potencial;
possível;
susceptível de se exercer ou realizar;
analógico;
diz-se das imagens formadas, não pelos raios reflectidos, mas sim pelos prolongamentos destes.

realidade -: ambiente simulado por computador, muito próximo da realidade (utilizado para treinar astronautas, para jogos de vídeo, etc. ), que transmite ao operador a impressão de que faz parte desse ambiente e lhe dá a possibilidade de intervir, através de um equipamento especial criado para esse fim.


Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, porque queria aproveitar os poucos minutos que dispunha naquele dia, para comer e acertar alguns bugs de programação num sistema que estava a desenvolver, além de planear a minha viagem de férias, coisa que há tempos que não sei o que são.
Pedi um filete de salmão com alcaparras em manteiga, uma salada e um sumo de laranja, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime não é?
Abri o meu portátil e apanhei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim:
- Senhor, não tem umas moedinhas?
- Não tenho, menino.
- Só uma moedinha para comprar um pão.
- Está bem, eu compro um.
Para variar, a minha caixa de entrada está cheia de e-mail.Fico distraído a ver poesias, as formatações lindas, rindo com as piadas malucas. Ah! Essa
música leva-me até Londres e às boas lembranças de tempos áureos.
- Senhor, peça para colocar margarina e queijo.
Percebo nessa altura que o menino tinha ficado ali. - Ok. Vou pedir, mas depois deixas-me trabalhar, estou muito ocupado, está bem?
Chega a minha refeição e com ela o meu mal-estar. Faço o pedido do menino, e o empregado pergunta-me se quero que mande o menino ir embora.
O peso na consciência, impedem-me de o dizer.Digo que está tudo bem.
- Deixe-o ficar. Que traga o pão e, mais uma refeição decente para ele.
Então sentou-se à minha frente e perguntou:
- Senhor o que está fazer?
- Estou a ler uns e-mail.
- O que são e-mail?
- São mensagens electrónicas mandadas por pessoas via Internet (sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de questionários
desses):
- É como se fosse uma carta, só que via Internet.
- Senhor, você tem Internet?
- Tenho sim, essencial no mundo de hoje.
- O que é Internet ?
- É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar,trabalhar, aprender. Tem de tudo no mundo virtual.
- E o que é virtual?
Resolvo dar uma explicação simplificada, sabendo com certeza que ele pouco vai entender e deixar-me-ia almoçar, sem culpas.
- Virtual é um local que imaginamos, algo que não podemos tocar,apanhar, pegar... é lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer. Criamos as nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.
- Que bom isso. Gostei!
- Menino, entendeste o significado da palavra virtual?
- Sim, também vivo neste mundo virtual.
- Tens computador? - Exclamo eu.
- Não, mas o meu mundo também é vivido dessa maneira...virtual. A minha mãe fica todo dia fora, chega muito tarde, quase não a vejo, enquanto eu fico a cuidar do meu irmão pequeno que vive a chorar de fome e eu dou-lhe água para ele pensar que é sopa, a minha irmã mais velha sai todo dia também, diz que vai vender o corpo, mas não entendo, porque ela volta sempre com o corpo, o meu pai está na cadeia há muito tempo, mas imagino sempre a nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos brinquedos de natal e eu a estudar na escola para vir a ser um médico um dia.
Isto é virtual, não é senhor?
Fechei o portátil, mas não fui a tempo de impedir que as lágrimas caíssem sobre o teclado.
Esperei que o menino acabasse de literalmente "devorar" o prato dele, paguei, e dei-lhe o troco, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um "Brigado senhor, você é muito simpático!".
Ali, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel nos rodeia de verdade e
fazemos de conta que não percebemos!
publicado por RiViPi às 23:44
tags:

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


comentários recentes
Sou filho de mãe portuguesa e de pai brasileiro te...
Maravilhoso!!! Parabéns pelo artigo. Me ajudou mu...
Caco de Castro Quando a marca Garbin vai voltar???
que vídeo e esse fdp
ne, esse vagabundo n fala nada que presta fdp vf45...
Excelente texto! Por mais que existam rusgas entre...
idiotas vagabundos
Achei muito bom ,muito bem explicado ,legal ,parec...
Pura beleza e força
Interessante, obrigado por partilhar, Luisa
Adorei,Alexandra
Mas vamos deixar esta questão para um futuro próxi...
O que é que acha que lhe faz pensar que ao reduzir...
Parece que o sabão azul e branco já passou à histó...
olá a todos! adorei...mesmo! já agora deixo aqui u...
Do meu ponto de vista não será a forma mais adequa...
Não agradeça. Sobretudo porque este livro não foi ...
foi um artigo que eu gostava. Obrigado por compart...
muito obrigado para o livro. realmente não pensav...
Um comentário interessante ....!
Cara Rosa, lamento que o vídeo não a tenha ajudado...
Boa noite, após muito procurar vim ter aqui nem se...
Gosto especialmente do Tony Amado. O que mais me i...
Kuduro underground . Uma verdadeira relíquia. Mais...
Imagino... Quando estiveres a ouvir as doze badala...
Tenho saudade de Portugal e estas fotos sao tao bo...
Obrigado pelo comentáro.
Muito bom este texto! E engraçado também!
Mais uma vez em cima do acontecimento, embora ache...
Compreendo o seu ponto de vista, TijoloAzul. A Lín...
Na vida nem 8 nem 80. Concordo que o exces...
Obrigado pela correção! Participe sempre!
Por favor, substitua "agricula" por AGRÍCOLA
Alegro-me. Volte sempre e participe.
Enquanto responsável da empresa fico satisfeito pe...
Não tem que agradecer, Ricardo. Quer partilhar a r...
Obrigado pelo post que colocou no seu blog. Felici...
Obrigado pelo teu comentário, Isactamente. Já um p...
Adoro Dulce Pontes!!!!!Em particular, o Amor a Por...
http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contenti...
Obrigado pelo reconhecimento. Quando é que entrega...
Olá!É com todo o gosto que informamo-lo que tem u...
Olhe lá. Quer ensinar o pai a fazer filhos? Ou pag...
Não tenho por hábito responder e, às vezes, aceita...
Também esta citação a Irondino de Aguilar foi toma...
Naturalmente, falta referir que o fragmento referi...
Obrigado pelo seu comentário, Fernanda. Realmente ...
Absolutamente notável este post, sobre um tema que...
E maneiras não existem! Vê lá se te atinas anónimo...
lol Não te iria enganar 6! Tá previsto até um almo...
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO