Tudo o que vem à rede é peixe

28
Fev 09

Porque depois da entrada do Quaresma, o Abramovic não podia estar com um olho no burro e outro no cigano!

 

Significado da expressão "estar com um olho no burro e outro no cigano"

O significado desta expressão traduz-se na necessidade de estar em alerta em situações que assim a justifiquem. O burro significa a riqueza. Antigamente o burro era utilizado no transporte de mercadorias. E o cigano significa a ladrão. A pessoa que rouba as riquezas.

Apesar do claro preconceito em relação ao cigano, esta expressão é um exemplo da cultura portuguesa e é bastante utilzada.

Não poder estar com um olho no burro e outro no cigano significa a incapacidade humana (apenas temos dois olhos e vemos com os dois!) de estar com atenção em duas coisas distintas ao mesmo tempo.

 

Aplicação desta expressão ao Quaresma, Ibramovic, e Scolari

Vamos começar pelo cigano. Para quem não sabe, Ricardo Quaresma é cigano e não esconde isso de ninguém. Possivelmente viveu toda a sua vida com este estigma mas não foi, com certeza, a roubar que comprou o seu carro de luxo. De qualquer maneira, com ciganos é preciso "estar sempe de olho". Estou a brincar.

 

O Ibramovic. Toda a gente conhece o magnata russo, dono do Chelsea. O próprio nome já indica a ideia de patrão. Neste caso o dono do burro e do cigano.

 

O burro. Pois o burro chama-se Scolari. O maior treinador de sempre da seleção portuguesa, campeão do mundo pela seleção do brasil e ex-treinador do Chelsea. A analogia entre o burro (neste caso) e a figura de Scolari está relacionado com uma conferência de imprensa que deu visivelmente irritado - veja aqui o vídeo dessa conferência. Neste caso a expressão de burro não tem o mesmo valor semântico que na expressão com o cigano. Aqui o burro é o que não tem capacidade para transportar a riqueza.

 

Conclusão

Quem é o burro, afinal?

 

 

publicado por RiViPi às 13:08

27
Fev 09

O Google lançou hoje uma parceria com o Museu do Prado. A ideia foi digitalizar obras primas do museu com “super alta resolução” (14Gigabytes). Cada dia é disponibilizada uma nova peça. Também poderão ver o edifício do museu a 3D.

  • Página da campanha: www.google.pt/prado

  • Google Maps: aqui

  • Google Earh: Abrir a aplicação, seleccionar a opção “edifícios 3D” do lado esquerdo e escrever “Prado” na opção “voar para”(fly to) na caixa de pesquisa. Os utilizadores serão transportados para o Museu do Prado em 3D, onde poderão, seleccionado o edificio, visiualizar as principais obras do Museu

A camada Prado representa a mais recente iniciativa para tornar útil e disponível a informação educativa num contexto geográfico do Google Earth para todos os utilizadores de todo o mundo.

 

fonte: http://www.pedrodias.net/


Associação de Professores de Português refere que nunca foi consultada sobre a melhor forma de implementar o Acordo Ortográfico

27.02.2009 - 10h16 Lusa

A Associação de Professores de Português (APP) pede decisões "claras e definitivas" sobre a implementação do Acordo Ortográfico no ensino, defendendo a entrada em vigor da nova ortografia em simultâneo com o novo programa de Língua Portuguesa.

"Quem tem de decidir, que decida de uma forma clara, peremptória e definitiva. Há cerca de um ano pedimos esclarecimentos ao Ministério da Educação sobre esta matéria, mas até hoje ainda não nos responderam", lamentou o presidente da APP, Paulo Feytor Pinto, em declarações à Lusa.

O ministro da Cultura anunciou este mês que o Acordo Ortográfico deverá entrar em vigor ainda durante o primeiro semestre de 2009. Relativamente ao sistema de ensino, o semanário Sol adiantou que a sua aplicação deverá arrancar no próximo a título experimental num conjunto de escolas.

Segundo a APP, tudo o que tem vindo a saber-se sobre a implementação da nova ortografia é "sempre excessivamente vago", lamentando, por outro lado, que a associação não tenha sido ouvida sobre esta questão: "Nunca nos pediram a nossa opinião sobre a melhor forma de implementar [o Acordo Ortográfico]. Isso poderia facilitar decisões mais consensuais".

Para Paulo Feytor Pinto, a implementação do novo Acordo Ortográfico no sistema de ensino deveria acontecer ao mesmo tempo que a entrada em vigor do novo programa de Língua Portuguesa do Ensino Básico, cuja discussão pública terminou na segunda-feira.

"Parece-nos muito mais razoável que a nova ortografia entre em vigor quando haja mudança do programa. Tanto quanto sabemos, o Ministério quer introduzir o novo programa em 2010/2011, mas publicamente nunca assumiu nem se comprometeu com essa data", lamentou o responsável.

A associação concorda com a realização de uma experiência piloto num conjunto de estabelecimentos de ensino, já que "nenhum professor português tem a experiência com os seus alunos de mudança de ortografia". "Ninguém em Portugal pode dizer como é que se faz", lembrou.

Paulo Feytor Pinto considera ainda que uma das razões pela qual "é importante decidir depressa" sobre o calendário de implementação prende-se com a questão da formação dos professores: "Se não for decidido de forma clara e definitiva não se consegue planificar nada". A agência Lusa contactou o Ministério da Educação para obter mais esclarecimentos sobre o Acordo Ortográfico, mas não obteve resposta em tempo útil.

Editores e livreiros "expectantes" e "disponíveis" para cooperar
A nova direcção da APEL está "expectante" relativamente ao Acordo Ortográfico e "disponível" e pronta para "colaborar e cooperar" quando "for chamada para tal", disse à o presidente da associação, Rui Beja.

Historiando o processo, Beja relembrou que, quando ainda não havia sido ratificado ou promulgado o Acordo, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) tomou posição "contra".

"A posição da APEL foi dada a conhecer em tempo oportuno por Baptista Lopes [o anterior presidente] e eu tive a oportunidade, na audição parlamentar que houve sobre o tema, de tomar uma posição bastante contrária à aprovação do Acordo nos termos em que estava a ser feita e acabou por ser feita", disse.

Mais de um ano volvido, ratificado e promulgado o Acordo, a posição da Associação adequa-se ao novo quadro - e o seu presidente declara-se "disponível".

"A situação agora é esta: temos um Acordo ratificado e promulgado, um Acordo para pôr em prática, e a APEL está disponível para colaborar, para cooperar e para dar a sua opinião quando for chamada para tal. Até agora, isso não aconteceu", afirmou. Para essa colaboração, a Associação coloca uma questão prévia: "Saber o que vai acontecer".

"Aquilo que vem nos jornais, na comunicação social, é manifestamente insuficiente para sabermos o que está na intenção das entidades oficiais quanto à aplicação do Acordo", justifica Rui Beja. Não são apenas os prazos o que à APEL interessa saber, mas também "a forma".

Por exemplo, questiona o presidente da APEL, "que se passará em relação ao ensino? Quando é e como é que vai ser feita a introdução do Acordo Ortográfico? Que se passará nesse âmbito com os livros escolares? Que se passa com o Vocabulário técnico-científico, instrumento fundamental para que o Acordo possa funcionar com suporte nessa área, uma vez que há diferenças de terminologia que excedem a ortografia?".

Acresce a estas, a questão dos apoios às transformações que inevitavelmente terão de ocorrer, e em não pequena monta "É o Fundo para a Língua Portuguesa que vai ser utilizado para apoiar? E para apoiar o quê, e quem, e como?", pergunta Beja.
O responsável máximo da APEL confia em que todas estas questões serão a seu tempo "esclarecidas". "Para saber as linhas com que temos de nos coser", observa.

Preocupa igualmente Beja um conjunto de questões relacionadas com as bibliotecas escolares, as bibliotecas municipais, os livros adoptados e os livros incluídos na categoria de obras aconselhadas para leitura dos mais novos. Sobre esta matéria sintetiza a sua preocupação numa pergunta: "Que ortografia haverá nesses livros quando, nas bibliotecas, a ortografia é anterior ao Acordo?".

A concluir, Beja reitera que a atitude da APEL é de expectativa e de disponibilidade para cooperar, "optimizando as coisas e tratando-as da melhor forma possível".

"Para isso é preciso informação, para poder saber os caminhos que se tem de traçar, cooperar no que seja possível e receber cooperação, no que seja preciso, das entidades oficiais", insiste.


26
Fev 09

 

 

 

Pois é! Para os fãs do futebol, este foi um ciclo fantástico de alegrias e surpresas que podem ser uma verdadeira tristeza. O futebol é mesmo isto. Quem tem cabeça acaba por ganhar, diria Jardel. A nível nacional temos um Sporting a apostar pela liga portuguesa e sem capacidade para uma Champions League. Jogar contra o Benfica não é o mesmo que que jogar contra um Bayern. E enquanto não subir o nível competitivo da liga portuguesa não teremos candidatos sérios a uma vitória numa liga europeia milionária. E assim se perpetuará o ciclo capitalista do futebol europeu. Grandes estádios merecem grandes sócios e adeptos que merecem grandes equipas. O Porto continua a surpreender-me e apesar da derrota com o Sporting para a taça, mostrou com isso que está a gerir de forma séria e profissonal todo o seu calendário. Continua em primeiro na primeira liga e "rendeu" a afición colchonera com uma exibição de cortar a respiração. Adeptos do Atlético de Madrid disseram-me pessoalmente que o Porto foi claramente superior e que o resultado 2-2 podia ter sido bastante diferente. Senti o respeito. E isso agradou-me não por ser ou gostar do Futebol Clube do Porto mas por ser português. Assim, teremos no próximo fim-de-semana outro derby, desta vez entre Sporting e Porto que se voltam a encontrar. Mas desta vez um porto galvanizado pela exibição em Madrid e um Sporting humilhado em Lisboa. Ou como diz o treinador do Sporting (Paulo Bento), com uma mossa. É uma comparação interessante. Mas demonstra um pensamento de bate-chapas. Nos dias que hoje correm, acho que o Sporting merece, no mínimo, um engenheiro mecânico.

publicado por RiViPi às 13:49

22
Fev 09

O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no Cristianismo da Idade Média. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval". Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval francês para implantar suas novas festas carnavalescas.

Em 2005 o Carnaval de Salvador, Bahia, Brasil está no Guinness Book como a maior festa de rua do mundo[1]. Em Portugal, existe uma grande tradição carnavalesca, nomeadamente os Carnavais da Ilha da Madeira (donde saíram os imigrantes que haveriam de levar a tradição do Carnaval para o Brasil), Ovar, Podence, Loulé, Sesimbra, Rio Maior, Torres Vedras e Sines, destacando-se o de Torres Vedras, Carnaval de Torres, por possuir o Carnaval mais antigo[carece de fontes?] e dito o mais português de Portugal[carece de fontes?], que se mantém popular e fiel à tradição rejeitando o samba e outros estrangeirismos[carece de fontes?]. Juntamente com o Carnaval de Canas de Senhorim com perto de 400 anos e tradições únicas como os Pizões, as Paneladas, Queima do Entrudo, Despique entre outras. Nos Açores, mais propriamente na ilha Terceira, reside uma das formas mais peculiares do Carnaval em Portugal, as Danças e Bailinhos de Carnaval. Esta tradição, tida como a maior manifestação de teatro popular em Portugal, remonta ao tempo dos primeiros povoadores e reflete um estilo teatral bem ao jeito dos Autos vicentinos.

 

História e etimologia

A festa carnavalesca surge a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "carnaval" está, desse modo, relacionada com a idéia de "afastamento" dos prazeres da carne marcado pela expressão "carne vale", que, acabou por formar a palavra "carnaval".

Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados "gordos", em especial a terça-feira (Terça-feira gorda, também conhecida pelo nome francês Mardi Gras), último dia antes da Quaresma. Nos Estados Unidos, o termo mardi gras é sinônimo de Carnaval.

No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os baile de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual.

O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no Cristianismo da Idade Média. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval". Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelos exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval francês para implantar suas novas festas carnavalescas sendo o Carnaval do Rio de Janeiro considerado o mais importante do mundo.

 

Cálculo do dia de Carnaval

Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa, com exceção do Natal. Como o domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a sexta-feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/

 

 

Carnaval no Brasil

Acadêmicos de Santa Cruz se diverte, mas não tem rigor com a qualidade do desfile apresentado no Sambódromo

Confira a fotogaleria com as musas do Carnaval-09

Caprichosos de Pilares fecha os desfiles de Acesso

Rocinha se destaca e está entre as favoritas à vaga

Vira-lata rouba a cena no desfile da Tuiuti

Estácio de Sá encanta a todos na Sapucaí

União da Ilha faz desfile com emoção e cores

São Clemente abre os desfiles em grande estilo

Império da Tijuca sente falta de patrocínio

Inocentes de Belford Roxo lembra Brizola

Carnaval em Portugal

Carnaval leva milhares de pessoas às ruas

Milhares de pessoas estão a aproveitar a tarde de sol para assistir aos corsos carnavalescos um pouco por todo o país.

 

 Em Pataias, Alcobaça, cerca de 6 mil pessoas marcam presença num desfile que conta como rainha Carla Matadinho. A actriz e modelo, que desfila num carro alegórico alusivo à figura de Zorro, disse estar “muito contente” com a festa e mostrou-se “surpreendida” com a adesão das pessoas à festa. Matadinho espalhou sorrisos e simpatia entre os milhares de foliões que enchem o recinto do Carnaval de Pataias.

Mais a sul, a vila de Sesimbra também encheu-se de cor e alegria, com alguns milhares de visitantes. No entanto, alguns responsáveis de escolas de Carnaval que participam no desfile lamentam a pouca participação dos espectadores.

 

ENCHENTE NO CARNAVAL DE LOULÉ 

 

Ainda a tarde ia a meio e já dezenas de milhares de pessoas participavam no Carnaval de Loulé, que este ano escolheu a Natureza e a Alegria como temas.

Animais, árvores, plantas e todos os elementos representativos da Natureza estiveram presentes no corso de Loulé, que teve como rainha a actriz Vitória Guerra, saudada pelos milhares de foliões presentes nas ruas.

Sem nunca esquecer as tradicionais sátiras, e porque Carnaval é Carnaval, Loulé ‘brincou’ com o Governo. Um carro alegórico com a figura de Manuela Ferreira Leite vestida de gaulesa e com uma espada em punho a lutar contra um romano, José Sócrates, fez as delícias de quem assistia ao desfile, tal como a figura de Teixeira dos Santos disfarçado de camaleão, com uma nota que 500 euros na boca.

Como habitual, os gigantones foram uma das grandes atracções, com ‘Barack Obama’ a ser o mais aclamado. Os outros convidados de honra deste ano foram: 'António Guterres', 'Pinto da Costa' e 'Durão Barroso'.

 

“CLASSE” DE RITA ENCANTA VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

 

Com um estilo ‘desportivo fashion’, como a própria apelidou, Rita Pereira teve um início de Carnaval atribulado, ao ter de trocar de lugar no carro alegórico para que pudesse ver e ser vista em Vila Real de Santo António. Vestida com um casaco de fato de treino, a actriz ouviu cedo os primeiros comentários. “Tira o casaco" e "Tira, Tira” eram as palavras de ordem.

Sorrindo, acenando e com uns passinhos de samba de vez em quando, Rita Pereira, mais ao estilo de princesa do que uma rainha do samba,  encantou a população, apesar de os mais novos e o sexo masculino esperarem mais da estrela do Carnaval. 'Classe' foi a palavra mais usada para descrever a actriz.

Rita Pereira mostrou-se satisfeita com os festejos e o tema escolhido por Vila Real de Santo António - os Jogos Olímpicos -, que considerou adequado dado o seu gosto pelo desporto.

 

CARNAVAL AQUECE EM TORRES VEDRAS E LOURES

 

Milhares de mascarados desfilam nas ruas de Torres Vedras e Loures, principais carnavais do distrito de Lisboa. No Carnaval mais português de Portugal, os foliões saíram para a rua pelas 15h00 para acompanharem o corso que este ano tem por tema 'Profissões' e especial foco sobre o computador Magalhães. 

António Esteveira, presidente da Promotorres, empresa municipal que produz o Carnaval, estima em cerca de 20 mil o número de pessoas que esta tarde brincam ao Carnaval na cidade. 

Um dos carros alegóricos mais fotografado pelos visitantes retrata o casamento por conveniência entre José Sócrates e o presidente venezuelano Hugo Chávez. O carro conta ainda com representações em forma de anjos dos ministros Mario Lino e Manuel Pinho. Várias imitações do computador Magalhães estão também presentes com mensagens referentes ao negócio de troca de petróleo por computadores. 

A organização do Carnaval confirma que a polémica em torno do Magalhães atraiu mais foliões a Torres Vedras, pelo que no corso de ontem estiveram mais de 11 mil pessoas na rua. 

A polémica resultou de quinta-feira a procuradora-adjunta de Torres Vedras, Cristina Anjos, proibir a exposição de imagens de mulheres nuas no ecrã de uma representação do Magalhães. Sexta-feira a mesma procuradora recuou na sua decisão e a representação ostenta agora o carimbo de Descensurado.

Em Loures, ao ritmo de música brasileira mais de 15 mil pessoas estão hoje no centro da cidade. Energéticos os figurantes acompanham os carros alegóricos, com majoretes e fanfarra convidando os visitantes a sambar. O rosto popular de Filipa Castro desfila pelo grupo das Mastronças de Moulin Rouge, que integra um grupo de 90 pessoas em que eles são elas.

Fonte: http://www.correiodamanha.pt/

publicado por RiViPi às 22:27

18
Fev 09

Vídeo explicativo para descarregar ficheiros no servidor Megaupload

publicado por RiViPi às 23:21

16
Fev 09

A Ementa da Crise

 

publicado por RiViPi às 10:54

15
Fev 09
Carta de Obama a Cavaco pede colaboração para “edificar um mundo mais seguro” 
15.02.2009 - 13h54 Lusa

 

 

O Presidente da República recebeu esta semana uma mensagem do Presidente dos Estados Unidos, em que Barack Obama reconhece a importância do relacionamento com Portugal e manifesta o desejo de trabalhar com Cavaco Silva para "edificar um mundo mais seguro".

"Estou confiante em que poderemos trabalhar em conjunto, nos próximos quatro anos, num espírito de paz e amizade, com vista a edificar um mundo mais seguro. É meu desejo trabalhar com Vossa Excelência nesse esforço e na promoção das boas relações entre os nossos países", lê-se na missiva a que a Lusa teve hoje acesso.

Na mensagem, Barack Obama agradece também as felicitações enviadas por Cavaco Silva a 5 de Novembro, quando o novo Presidente dos Estados Unidos foi eleito, manifestando-se muito sensibilizado com a missiva que apreciou "particularmente".

Na carta agora enviada ao chefe de Estado português, Barack Obama reconhece ainda existir "um quadro de desafios", que poderão, de melhor maneira, ser enfrentados em conjunto.

Por outro lado, salienta ainda o Presidente dos Estados Unidos, também existem "excelentes oportunidades que, se abordadas com eficácia, poderão contribuir para promover os objectivos da nossa aliança".

"Ao darmos início à nossa colaboração, estou absolutamente convicto da importância fundamental do nosso relacionamento", acrescenta ainda Barack Obama. Na mensagem enviada por ocasião da eleição de Barack Obama como Presidente dos Estados Unidos, Cavaco Silva tinha também manifestado a convicção de que os "laços de amizade" que unem Portugal e os Estados Unidos e a "estreita cooperação" que caracteriza a relação bilateral entre os dois países nos mais diversos domínios "encontrarão novas oportunidades para se reforçarem e expandirem".

Na missiva que enviou no início do Novembro, o Presidente da República tinha igualmente sublinhado o "papel da significativa comunidade de portugueses e luso-descendentes residentes nos Estados Unidos da América", considerando tratar-se de um importante elo de ligação entre os dois países.

"Estou certo de que a acção de Vossa Excelência constituirá um contributo determinante para a necessária coordenação de esforços a nível internacional a que obrigam os desafios com que o mundo se confronta. Só assim seremos capazes de ultrapassar os problemas que se nos colocam e de tirar partido das oportunidades que se nos oferecem", lia-se ainda na mensagem enviada por Cavaco Silva ao Presidente dos Estados Unidos.

Desde que tomou posse como Presidente da República, em Março de 2006, Cavaco Silva esteve nos Estados Unidos duas vezes: em Junho de 2007, quando abriu em Washington a exposição "Abraçando o Globo: Portugal e o Mundo nos Séculos XVI e XVII" e em Setembro de 2008, em Nova Iorque, por ocasião da Abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Nesta altura, em 2007, o chefe de Estado deslocou-se a Boston, Massachusetts, onde se encontrou com o Governador Deval Patrick, reuniu-se com a secção dos EUA do Conselho das Comunidades Portuguesas e visitou as comunidades lusas em Hudson, Fall River e New Bedford (todas no estado de Massachusetts) e, ainda, em Newark, no estado de New Jersey.

Enquanto primeiro-ministro, Cavaco Silva esteve na Casa Branca, no âmbito de visitas oficiais aos EUA, a convite de três Presidentes norte-americanos: Ronald Reagan, George H. Bush e Bill Clinton.

O encontro com Bill Clinton aconteceu pouco tempo antes de os representantes da comunidade luso-americana terem, pela primeira vez, sido recebidos na Casa Branca por um Presidente norte-americano.

Fonte: http://www.publico.clix.pt/

 

publicado por RiViPi às 23:27

«Já te disse que isto não anda a mais de 80!...»
Dez minutos depois, numa descida, chegámos aos 100 km/h. Talvez, até, um
pouco mais. Aguentou-se bem a menina. Fazia tanto barulho como se fosse um comboio, mas valia a pena. De um lado e do outro da estrada, a planície era a mesma: dourada do sol, polvilhada de azinheiras até ao horizonte.
Queridíssimo Alentejo, já tinha saudades tuas, sabias? Não há sítio onde o tempo passe com mais calma, quase como se esperasse realmente por nós – é que a carrinha, realmente, não passa dos 80 km/h. Seguimos sem pressas, que Évora continua lá ao fundo, mesmo que já não cheguemos hoje.
«Para a frente é o caminho!...»

Viagem,
do Prov. viatge < Lat. Viaticu
s. f.,
caminhada ou outro qualquer modo de deslocação (automóvel,
caminho-de-ferro, navio, etc. ) para chegar de um lugar a outro, mais ou
menos distantes;
longa jornada;
descrição ou relação escrita dos acontecimentos ocorridos num passeio,
jornada, etc. .

fonte: http://www.radiozero.pt

publicado por RiViPi às 22:50

Era uma vez um rapaz que pediu uma linda rapariga em casamento:

- Tu queres casar comigo?

E ela respondeu:

- Não!!!

E o rapaz viveu feliz para sempre, foi à pesca, jogou futebol, conheceu muitas outras miúdas, comeu-as todas, visitou muitos lugares, estava sempre a sorrir e de bom humor, nunca lhe faltava caroço, não discutia nem nunca brigava, bebia cerveja com os amigos sempre que estava com vontade e ninguém mandava nele...

A rapariga teve celulite, varizes, engordou, os peitos caíram, lixou-se e ficou sozinha....

FIM


publicado por RiViPi às 20:00

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

17
19
20
21

23
24
25


subscrever feeds
comentários recentes
Sou filho de mãe portuguesa e de pai brasileiro te...
Maravilhoso!!! Parabéns pelo artigo. Me ajudou mu...
Caco de Castro Quando a marca Garbin vai voltar???
que vídeo e esse fdp
ne, esse vagabundo n fala nada que presta fdp vf45...
Excelente texto! Por mais que existam rusgas entre...
idiotas vagabundos
Achei muito bom ,muito bem explicado ,legal ,parec...
Pura beleza e força
Interessante, obrigado por partilhar, Luisa
Adorei,Alexandra
Mas vamos deixar esta questão para um futuro próxi...
O que é que acha que lhe faz pensar que ao reduzir...
Parece que o sabão azul e branco já passou à histó...
olá a todos! adorei...mesmo! já agora deixo aqui u...
Do meu ponto de vista não será a forma mais adequa...
Não agradeça. Sobretudo porque este livro não foi ...
foi um artigo que eu gostava. Obrigado por compart...
muito obrigado para o livro. realmente não pensav...
Um comentário interessante ....!
Cara Rosa, lamento que o vídeo não a tenha ajudado...
Boa noite, após muito procurar vim ter aqui nem se...
Gosto especialmente do Tony Amado. O que mais me i...
Kuduro underground . Uma verdadeira relíquia. Mais...
Imagino... Quando estiveres a ouvir as doze badala...
Tenho saudade de Portugal e estas fotos sao tao bo...
Obrigado pelo comentáro.
Muito bom este texto! E engraçado também!
Mais uma vez em cima do acontecimento, embora ache...
Compreendo o seu ponto de vista, TijoloAzul. A Lín...
Na vida nem 8 nem 80. Concordo que o exces...
Obrigado pela correção! Participe sempre!
Por favor, substitua "agricula" por AGRÍCOLA
Alegro-me. Volte sempre e participe.
Enquanto responsável da empresa fico satisfeito pe...
Não tem que agradecer, Ricardo. Quer partilhar a r...
Obrigado pelo post que colocou no seu blog. Felici...
Obrigado pelo teu comentário, Isactamente. Já um p...
Adoro Dulce Pontes!!!!!Em particular, o Amor a Por...
http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contenti...
Obrigado pelo reconhecimento. Quando é que entrega...
Olá!É com todo o gosto que informamo-lo que tem u...
Olhe lá. Quer ensinar o pai a fazer filhos? Ou pag...
Não tenho por hábito responder e, às vezes, aceita...
Também esta citação a Irondino de Aguilar foi toma...
Naturalmente, falta referir que o fragmento referi...
Obrigado pelo seu comentário, Fernanda. Realmente ...
Absolutamente notável este post, sobre um tema que...
E maneiras não existem! Vê lá se te atinas anónimo...
lol Não te iria enganar 6! Tá previsto até um almo...
Posts mais comentados
7 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO