Tudo o que vem à rede é peixe

26
Fev 05
Tem os impostos em dia? É bom que tenha, por todas as razões e, agora, mais uma: a Direcção-Geral da Informática e Apoio aos Serviços Tributários e Aduaneiros (DGIASTA) está a desenvolver uma aplicação que permite penhorar, electronicamente, as contas dos contrubuintes que "esquecem" de pagar impostos, revelou o Público. O projecto remonta ao final de 2003, quando Manuela Ferreira Leite era titular da pasta, e só deverá arrancar após a asssinatura de um protocolo com a Associação Portuguesa de Bancos (APB), a meados de 2005. Em 2003, este método de cobrança não chegou a avançar devido a incompatibilidades legislativas. Agora, o Ministério das Finanças está decidido a sanar essas incompatibilidades e a avançar com uma plataforma que resgata dinheiro e valores das contas bancárias de contribuintes faltosos. Actualmente, a penhora de contas pessoais implica um pedido aos serviços do Banco de Portugal que, por sua vez, tratam de identificar as diferentes contas de cada contribuinte.
Bravo Drª Manuela Ferreira Leite! Se isto for para a frente, ou melhor, para trás, com os "100 anos de perdão" que lhe serão concedidos atingirá a imortalidade e poderá infernizar a vida dos portugueses para sempre! Não me procure porque eu não estarei na sua barca. Navegarei para águas mais seguras. Quando chegar mando-lhe um postal de Genebra com o número das minhas contas bancárias. Não vá o Diabo tecê-las...
publicado por RiViPi às 05:36

24
Fev 05
No ciberespaço há espaço para todos. Ao longo dos anos noventa, foi-se tornando cada vez mais fácil conseguir um lugar na rede sem ser preciso perceber grande coisa de informática. O acesso sempre foi livre e, até bem pouco tempo, o único obstáculo à criação de um site pessoal era, para uma grande maioria, o desconhecimento da linguagem HTML – o código que permite a concretização de uma página da Internet. No entanto, na segunda metade de década, o formato blog (diminutivo de weblog) escancarou verdadeiramente as portas a todos os net-analfabetos: o suporte está lá, como uma folha em branco, apenas à espera das palavras ou imagens que qualquer um queira tornar públicas por nenhuma razão em especial. É através das referências entre blogs (através de links) que se criam as comunidades bloggers que, por sua vez, formam a chamada blogosfera. São nomes aparentemente esquisitos para uma simples partilha de experiências, opiniões – seja o que for. Mas a uma escala que começa a ser difícil de calcular.
Em Portugal, este espaço pronto-a-escrever com cariz de diário pouco íntimo aliciou mesmo que já tinha o seu próprio tempo de antena no “mundo real”. José Pacheco Pereira criou o Abrupto (abrupto.blogspot.com); Miguel Esteves Cardoso aproximou-se do formato com o site Pastilhas (pastilhas.blogspot.com); Francisco José Viegas mantém o Aviz (avis.blogspot.com). Houve até jornalistas a fazer guerra política nos seus blogs: de um lado, Pedro Mexia, Pedro Lomba e João Pereira Coutinho com A Coluna Infame (colunainfame.blogspot.com); a do outro, a resposta dos colegas José Mário Silva e Manuel Diniz Silva, com o Blog de Esquerda (blog-de-esquerda.blogspot.com). Aconteceram ainda fenómenos como a passagem de um blog ao formato televisivo – O Gato Fedorento (gatofedorento.blogspot.com) com guionistas das Produções Fictícias Ricardo Araújo Pereira, José Diogo Quintela, Tiago Dores e Miguel Góis. E um outro, que se tornou best-seller – O Meu Pipi (omeupipi.blogspot.com) que, ainda que nunca se tenha confirmado a identidade do autor, foi dado como certo que se tratava de alguma figura conhecida do jornalismo ou da literatura.
Mas a blogosfera portuguesa faz-se também – e sobretudo – dos desabafos, opiniões ou quaisquer devaneios da autoria de desconhecidos (muitas vezes sob pseudónimos), desde a pré-adolescente apaixonada ao merceeiro que é político nas horas vagas. E alguns deles acabam por ganhar notoriedade ou, pelo menos, chegam a gerar cultos consideráveis na blogosfera sem que, no entanto, tenham qualquer expresssão fora dela. Tornam-se personagens interessantes ao transformar o quotidiano em narrativa, tornam-se opinadores respeitados, poetas admirados ou humoristas involuntários. Têm seguidores e até mesmo clube de fãs e, no entanto, poucos conhecem a sua verdadeira identidade. E, de facto, não é isso que interessa. Interessa que são estas estrelas anónimas que ameaçam os media tradicionais, competindo com as suas informativas e formativas, com os seus colunistas, críticos e comentadores e tendo, como trunfo, uma incontrolável liberdade de expressão. Interessa que nascem na blogosfera promissores criativos. E interessa saber porque é que o que eles escrevem nos interessa.



Notícias Magazine 05.Dez.2004
publicado por RiViPi às 08:12

Fevereiro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25

27
28


subscrever feeds
comentários recentes
Sou filho de mãe portuguesa e de pai brasileiro te...
Maravilhoso!!! Parabéns pelo artigo. Me ajudou mu...
Caco de Castro Quando a marca Garbin vai voltar???
que vídeo e esse fdp
ne, esse vagabundo n fala nada que presta fdp vf45...
Excelente texto! Por mais que existam rusgas entre...
idiotas vagabundos
Achei muito bom ,muito bem explicado ,legal ,parec...
Pura beleza e força
Interessante, obrigado por partilhar, Luisa
Adorei,Alexandra
Mas vamos deixar esta questão para um futuro próxi...
O que é que acha que lhe faz pensar que ao reduzir...
Parece que o sabão azul e branco já passou à histó...
olá a todos! adorei...mesmo! já agora deixo aqui u...
Do meu ponto de vista não será a forma mais adequa...
Não agradeça. Sobretudo porque este livro não foi ...
foi um artigo que eu gostava. Obrigado por compart...
muito obrigado para o livro. realmente não pensav...
Um comentário interessante ....!
Cara Rosa, lamento que o vídeo não a tenha ajudado...
Boa noite, após muito procurar vim ter aqui nem se...
Gosto especialmente do Tony Amado. O que mais me i...
Kuduro underground . Uma verdadeira relíquia. Mais...
Imagino... Quando estiveres a ouvir as doze badala...
Tenho saudade de Portugal e estas fotos sao tao bo...
Obrigado pelo comentáro.
Muito bom este texto! E engraçado também!
Mais uma vez em cima do acontecimento, embora ache...
Compreendo o seu ponto de vista, TijoloAzul. A Lín...
Na vida nem 8 nem 80. Concordo que o exces...
Obrigado pela correção! Participe sempre!
Por favor, substitua "agricula" por AGRÍCOLA
Alegro-me. Volte sempre e participe.
Enquanto responsável da empresa fico satisfeito pe...
Não tem que agradecer, Ricardo. Quer partilhar a r...
Obrigado pelo post que colocou no seu blog. Felici...
Obrigado pelo teu comentário, Isactamente. Já um p...
Adoro Dulce Pontes!!!!!Em particular, o Amor a Por...
http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contenti...
Obrigado pelo reconhecimento. Quando é que entrega...
Olá!É com todo o gosto que informamo-lo que tem u...
Olhe lá. Quer ensinar o pai a fazer filhos? Ou pag...
Não tenho por hábito responder e, às vezes, aceita...
Também esta citação a Irondino de Aguilar foi toma...
Naturalmente, falta referir que o fragmento referi...
Obrigado pelo seu comentário, Fernanda. Realmente ...
Absolutamente notável este post, sobre um tema que...
E maneiras não existem! Vê lá se te atinas anónimo...
lol Não te iria enganar 6! Tá previsto até um almo...
Posts mais comentados
7 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
1 comentário
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO